MERCURIALISMO

Mercurialismo Metálico Ocupacional é uma intoxicação determinada pela exposição aos vapores de mercúrio presentes em ambiente de trabalho no qual é usado o Hg metálico. Frequentemente, o Mercurialismo Metálico (MM) é uma intoxicação crônico persistente enquadrada na Classificação Internacional de Doença ( CID) com o código CID T56.1.

As manifestações da doença podem variar mas são principalmente de caráter neurológico e psiquiátrico porque o órgão alvo da ação nefasta do Hg é o Sistema Nervoso Central.(SNC).

A forma da doença mais comum é a síndrome neuro-psiquiátrica ou psico-orgânica (CID F06 ) mas podem predominar sinais e sintomas de outras doenças psiquiátricas e neurológicas degenerativas crônicas portanto com a diversificação de diagnóstico na CID.
Além disso, podem ocorrer doenças endócrinas (tireóide) imunológicas (alergias e baixas de resistências e doença renal) hepáticas (hepatite tóxica) pulmonares( pneumonite tóxica).

Síndrome psicoorgênica:

Forma mais frequente.

Se você trabalhou e trabalha exposto à vapores de Hg deve ficar atento aos sintomas principalmente se são constantes e associados de:

a) Nervosismo, irritabilidade, ansiedade e mudança de comportamento e de humor, confusão, apatia ou agressividade ,
b) Sensação de tristeza , choro e pensamentos ruins, procura de isolamento;
c) Insônia com alteração do sono com frequência pesadelos;
d) Esquecimento progressivo de datas dos compromissos e das coisas cotidianas;
e) Dores de cabeça inclusive tipo enxaqueca, dores musculares nos braços e pernas;
f) Tontura e labirintite;
g) Sangramento na gengiva com amolecimento dos dentes;
h) Tremores leves.

Alguns indivíduos apresentam também alucinações com sensação e percepção de vultos e vozes perda de consciência com queda e convulsões. Esta síndrome neuro-psiquiátrica descrita desde da antiguidade em mineiros e pintores de castelos é irreversível surge no período de exposição e persiste após cessada a exposição.

Diagnóstico, Exames e Tratamento:

  1. Exame básico clínico-ocupacional:
    1. Exame clínico no qual é obtida história médica;
    2. Levantamento epidemiológico: histórico ocupacional.
  2. Exames Especializados de Avaliação do SNC:
    1. Bateria de testes neuropsicológico( avaliação do déficit da memória, atenção, coordenação etc);
    2. Exames de Imagem: Ressonância Magnética de Crânio(RMC)- encéfalo e hipófise . Tomografia computadorizada de Crânio (TCC)e Perfussão cerebral (SPECT);
    3. Exame Oftalmológico com Campo Visual;
    4. Exame psiquiátrico.
  3. Exames de avaliação de outros órgãos:
    1. Tireóide (hormônios e Ultrassonografia);
    2. Exames Imunológicos –Imunoglobulinas;
    3. Exame de Urina tipo I;
    4. Exame de proteínas, colesterol;
    5. Exame de função hepática.

Observação: A dosagem de Hg urinário (Hg U) não é um exame usado para o diagnóstico da doença no Mercurialismo Crônico após cessada a exposição. O Hg U é um importante indicador biológico de exposição ambiental no trabalho. Deveria ser feito pelas empresas quando o indivíduo está exposto como é exigido pela legislação brasileira.

Tratamento:

  1. Tratamento sintomático da síndrome neuro-psiquiatrica: Medicamentos para melhorar os problemas de ansiedade, depressão, insônia, analgésicos e as vezes anti-convulsivantes.
  2. Tratamento com antioxidantes :Vitamina E e C, Selênio.
  3. Tratamentos complementares: Psicoterapia e Fisioterapia
  4. Tratamentos alternativos como acupuntura.
  5. Tratamento com “Substâncias Quelantes” mobilizam e eliminam o Hg depositado no organismo.

Conforme informação médica deveriam ser usados mediante um protocolo de avaliação clínica.

Causas da neurotoxicidade do mercúrio:

Os efeitos neurotóxicos do Hg metálico decorrem da sua alta volatilidade e emissão de vapores mesmo em temperatura ambiente; somados à facilidade com que o metal passa para a corrente circulatória e atravessa a barreira hematoencefálica e a barreira placentária.

Além do mercúrio metálico, as outras formas de mercúrio como o mercúrio orgânico determinam síndromes neuro-psiquiatricas. Neste caso as síndromes atingem principalmente as crianças e as mulheres que ingeriram peixes e pescados contaminados.

Os mecanismos usados pelo organismo para proteger o SNC, não são eficientes em relação ao Hg. O metal deposita-se em várias estruturas do SNC, causando danos persistentes e morte dos neurônios.

O Hg determina também alteração do sistema imunológico (principal sistema de defesa do organismo) e é potente oxidante e ligando-se a diversas proteinas e enzimas alterando várias reações do organismo, principalmente das células do SNC.

Ler 2240 vezes

aeimm 2

A A.E.I.M.M. é uma entidade social, cultural e beneficente que tem como objetivo obtenção da melhoria das condições de saúde e de vida dos trabalhadores com mercuríalismo, doença decorrente da exposição e intoxicação pelo mercúrio (Hg).

contatos

Novidades